Empretec Women 2018

Empreendedora mineira é finalista do Prêmio Empretec Women 2018

Empresária do sul de Minas Gerais está entre as 10 finalistas que concorrem à premiação, que ocorrerá na Suiça, no dia 25 de outubro

A mineira Rosana Marques é a única brasileira entre as 10 finalistas do Prêmio Empretec Women in Business Awards 2018, prêmio conferido pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento do Comércio (Unctad). Fundadora da Ouseuse, uma confecção de moda íntima de Juruaia, no Sul de Minas Gerais, ela é a terceira empreendedora do país a chegar a uma final, que teve outras duas representantes do Brasil nas edições de 2012 e 2014. A vencedora será conhecida no dia 25 de outubro em Genebra, na Suíça, durante as comemorações dos 30 anos do Empretec.
 
Rosana começou seu negócio em 1994, quando decidiu sair da informalidade para abrir a Ouseuse, e hoje contribui para a geração de cerca de 200 postos de trabalho, de forma direta ou indireta. A empresa foi a responsável pelo desenvolvimento da região, onde outros empreendedores se juntaram a ela depois de passarem pelo curso Qualidade Total e pelo Empretec, realizados pelo Sebrae. Com isso, os empreendedores se uniram para a criação de uma associação comercial e formaram um polo de fabricação de lingeries e moda de praia, o que hoje movimenta o sul do estado. “A cidade é pequena, mas hoje são várias fábricas que atuam neste ramo”, afirma Rosana. “Vendemos atualmente para todo o Brasil, mas estamos concentrado em Minas Gerais e São Paulo”, acrescenta a empresária.  
 
“Para chegar a ser uma das finalistas, a empreendedora contemplou os critérios determinados pelo prêmio, que são: inovação, liderança e impacto nas comunidades”, conta a analista do Sebrae Alessandra Cunha Souza, coordenadora nacional do Empretec. As 10 finalistas disputaram com outras 50 concorrentes de 19 países. Além de Rosana, estão na final candidatas do Equador, Uruguai, Jordânia, Venezuela, Gâmbia, Índia, Uganda, Zâmbia e Moçambique.  As três primeiras colocadas ganharão um curso de Marketing Digital pelo IMD Lausanne, na França, com mentoria da MBA Business School Grenoble. Antes de Rosana, as outras duas empreendedoras brasileiras finalistas do prêmio foram Patrícia Paz Giordani, de Rondônia (em 2012) e Kelly Dantas de Vasconcelos, do Amapá (em 2014). 
 
 
O prêmio
Organizado junto com a ONU Mulheres e o Commonwealth Women Business Forum, o Empretec Women in Business Award é concedido a empresas pertencentes a mulheres que se beneficiaram dos serviços de desenvolvimento de negócios do programa Empretec - um programa pioneiro da UNCTAD para a promoção do empreendedorismo em 40 países em desenvolvimento. No Brasil, o Empretec é executado pelo Sebrae, desde 1993. De acordo com o tema do Fórum Mundial de Investimentos deste ano, o Prêmio se concentrará no papel crucial do empreendedorismo feminino no avanço dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) da Organização das Nações Unidas. A apresentação dos prêmios dará às mulheres empreendedoras a oportunidade de compartilhar a experiência de como contribuir para o desenvolvimento sustentável em diferentes setores.