Sebrae Acesse o Portal Sebrae
Você está na ASN

Agência Sebrae de Notícias

 Presidente do Sebrae, Carlos Melles, na abertura do Startup Summit 2022
ASN Nacional 04/08/22 às 14:02 Atualização 04/08/22 às 14:04
Compartilhe

Startup Summit 2022 destaca os processos de investimento e abertura de capital

Por Da Redação
ASN Nacional 04/08/22 às 14:02 Atualização 04/08/22 às 14:04
Compartilhe

Fundador da Loft, empresa focada em facilitar a compra e venda de imóveis no Brasil, o empreendedor e investidor Florian Hagenbuch foi um dos destaques da programação do primeiro dia do Startup Summit 2022, evento referência em inovação e tecnologia que está sendo realizado pelo Sebrae nesta quinta (4) e sexta-feira (5), em Florianópolis (SC). Hagenbuch bateu um papo sobre investimentos e crescimento de startups com Rodrigo Borges, da Domo Invest.

Dono de um dos principais unicórnios brasileiros no segmento de imóveis, Hagenbuch compartilhou a trajetória percorrida até chegar ao primeiro R$ 1 bilhão. Comentou sobre sua primeira experiência com a Print, startup que revolucionou o segmento de gráficas digitais no país. “Foi um case interessante, tivemos a oportunidade de escalar bastante e vender bem após um ciclo de seis anos. Trouxe experiência e capital para assumir riscos maiores”, relembra.

Hagenbuch diz que tem certa “aversão” aos riscos e que observa todos os fatores envolvidos em uma decisão antes de investir. Segundo ele, quanto mais você investe, mais vai ganhando força e confiança. “É como um esporte, é preciso praticar para melhorar a performance. A consistência é uma palavra-chave que precisa ser colocada em prática”, recomenda.

De acordo com Hagenbuch, se comparado com outros países como os EUA, os empreendedores brasileiros têm a vantagem de saber lidar muito com crises. “Quanto mais você está envolvido em negócios e investimentos, mais você é cobrado. Tudo bem, faz parte do jogo. Tanto como empreendedor, quanto como investidor, estou otimista. No Brasil, o empreendedor lida com crises a todo instante, pois há cenários de instabilidade política e econômica. Mas vejo com otimismo”, afirma. Segundo ele o segredo é se planejar e ter visão de longo prazo. “O sucesso é para quem se prepara para os próximos 10 ou 30 anos, por isso falamos tanto de inovação”, indica.

Abertura

Na abertura do evento, nesta quinta-feira (4), a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, que completa 15 anos, o Marco Legal das Startups e o crescimento do número de Microempreendedores Individuais (MEI) foram destacados pelo presidente do Sebrae, Carlos Melles, como os principais avanços do país no sentido de melhorar o ambiente de negócios e favorecer a economia. “Nos seus 50 anos de história, o Sebrae está lado a lado com a indústria, o comércio, o agronegócio e a inovação para servir. Somos como uma esteira, contribuímos com capacitação, investimentos e políticas públicas de fomento ao ecossistema de inovação para o Brasil não parar. Este evento já nos mostra muito do que somos capazes e do que vamos ter no futuro”, declarou Melles.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim, parabenizou a iniciativa do Startup Summit. “O país precisa de transformação baseada em conhecimento, inclusão e, principalmente, compromisso com o desenvolvimento em todo o território nacional”, concluiu.

Ao agradecer os parceiros, o superintendente do Sebrae SC, Carlos Henrique Fonseca, destacou a importância da programação do evento este ano. “Contamos com uma parte para formação educacional, temos uma feira com várias empresas e estamos trabalhando na orientação com o capital empreendedor”, pontuou.

Rodrigo Rossoni, presidente da ACIF, enfatizou a grande oportunidade de participar do evento. “Estamos colocando à disposição do público um conteúdo rico para que todos possam fazer uma jornada empreendedora cada vez mais admirável pelo bem do nosso país”, lembrou.

“Com a ajuda desse evento, tenho certeza que os empreendedores e as startups podem ser de alguma forma uma alavanca de crescimento para seus estados e para o Brasil”, afirmou o presidente da ACATE, Iomani Engelmann.

Sobre o Sebrae 50+50

Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Criar o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.

Compartilhe
Ficou com alguma dúvida ou tem sugestões? Entre em contato pelo [email protected] ou fale com a ASN em cada UF

Notícias relacionadas