Empregos

Pequenos Negócios geraram 463 mil empregos no ano

Em nove meses deste ano, segmento apresentou saldos positivos de contratações

Responsáveis pelo saldo positivo de empregos gerados no Brasil este ano, as micro e pequenas empresas fecharam outubro alavancando vagas pelo sétimo mês consecutivo. De acordo com levantamento feito mensalmente pelo Sebrae com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), fornecido pelo Ministério do Trabalho e Emprego , os pequenos negócios abriram 60,5 mil postos de trabalho formal no mês passado, respondendo por quase 80% dos empregos criados no país nesse mês.

Ao longo do ano, com exceção do mês de março, o segmento apresentou número de contratação superior ao de demissões. Enquanto as empresas de micro e pequeno porte acumulam saldo positivo de 463 mil novos empregos, as médias e grandes fecharam ao todo 178,8 mil postos de trabalho.

“São os pequenos negócios que puxam a retomada do mercado de trabalho. Eles blindam o desemprego, mesmo na crise, porque aproveitam as oportunidades”, comenta o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos. 

 

Em outubro, o Comércio reuniu a maior quantidade das vagas geradas nas micro e pequenas empresas, com a criação de 30,1 mil novos postos. Em seguida, estão os pequenos negócios do setor de Serviços, com 19,6 mil empregos, principalmente nas atividades imobiliárias (9,1 mil vagas) e nos Serviços de alojamento e alimentação (5 mil postos).

 

No acumulado do ano até outubro, a geração de empregos nas empresas de micro e pequeno porte foi destaque no setor de Serviços, que contratou quatro vezes mais que os pequenos negócios da Indústria de Transformação.

 

 

Mais Informações:

Assessoria de Imprensa Sebrae

(61) 3348-7754/7570

imprensa@sebrae.com.br

Para empreendedores:

Central de Relacionamento Sebrae

0800 570 0800

Tags: Micro e Pequenas Empresas, emprego, geração de emprego