Retomada

Transporte fracionado de cargas também deve se adaptar às novas regras de segurança

Protocolo elaborado pelo Sebrae orienta motoristas e trabalhadores que atuam no segmento

A pandemia do coronavírus afetou diversas atividades econômicas do país, e o setor de transporte de cargas fracionadas não ficou fora. Este segmento, que normalmente usa veículos de pequeno porte, como motos, minivans, caminhonetes, também está retomando suas atividades, mas deve seguir aplicando protocolos de higiene e segurança durante a jornada de trabalho.

Pensando nessas diferenças, o Sebrae elaborou uma série de orientações para os motoristas e as empresas do segmento. Muitas vezes, os profissionais que atuam na área são obrigados a se deslocarem para outras regiões do país, tendo de passar por espaços públicos onde a higienização não é normalmente feita de forma adequada. Isso exige o dobro de atenção e cuidado. Além disso, em muitos casos, o distanciamento social também não é respeitado em alguns estabelecimentos nas rodovias, incluindo oficinas mecânicas.

Mesmo com as regras diferenciadas destinadas aos profissionais do setor, o Sebrae alerta que os motoristas devem seguir as orientações básicas dadas a toda população. O uso de máscaras, do álcool em gel (70%) ou sabão, o distanciamento mínimo de 1,5m entre as pessoas, o novo hábito de evitar tocar olhos, nariz e boca, são exemplos de medidas que precisam ser incorporadas definitivamente em nossa nova rotina.

Veja quais as principais recomendações para os profissionais que atuam na área de transportes de cargas fracionadas:

*Organize uma área de chegada para colaboradores e motoristas, disponibilizando álcool em gel para higienização das mãos e medidas para higienização das solas do sapato, tais como borrifador com álcool 70% ou tapete com desinfetante.

*Os pequenos centros de distribuição, locais de carga e descarga, escritório da transportadora e veículos utilizados no transporte devem contar com atenção especial na higienização e recomendações do protocolo de segurança. 

*Aumente a frequência de higienização de veículos, motos, capacetes, maçanetas, volante, painel, bancos, alavanca da macha e componentes como cordas, lonas, reboques entre outros. Os locais de carga e descarga de mercadorias, em especial as que envolvam o contato com outras pessoas, também devem ter aumentada a frequência de higienização, utilizando solução adequada.

*Utilize borrifadores para desinfecção das mercadorias com álcool 70%. Borrife o estoque com a solução e deixe secar naturalmente. Planeje um espaço separado para recepção de mercadorias, estoques e outros insumos. No caso de alimentos perecíveis como frutas, hortaliças e outros, os controles sanitários devem iniciar na propriedade rural.

*Revise a manutenção e os filtros de ar condicionados dos veículos. Proceda a higiene e desinfecção antes das viagens e faça trocas com maior frequência dos filtros. Consulte o manual do veículo para identificar o melhor período de troca em tempos de pandemia. 

*Coloque os desinfetantes de mãos (álcool em gel) em locais de destaque no veículo e nos locais de cargas e descargas.

*Lembre-se de que é possível adotar o trabalho presencial ou telepresencial para funcionários que trabalham na sede da transportadora, e isso depende das condições de saúde ou o risco de cada colaborador. 

*Seus colaboradores se sentirão mais seguros se entenderem que sua transportadora e empresa está amparada em boas práticas, protocolos e orientações de retomada, por isso divulgue os cuidados adotados. 

*Qualquer mudança na operação (horários, medidas de higiene, protocolos de atendimento, outros) deve ser alinhada com antecedência junto à equipe, para que se viabilize qualquer providência necessária. Oriente os motoristas a reduzir ao máximo a quantidade de paradas, aproveitando o horário permitido para rodagem.

*Aproxime os times de logística, operacional e transporte, de forma a proporcionar paradas bem planejadas. Reavalie o planejamento do horário de liberação de viagens, de forma a proporcionar paradas bem planejadas e a otimização das entregas. 

*Nas paradas para abastecimento e alimentação, procure lugares seguros e higienizados e com o mínimo de pessoas. Somente desça do veículo utilizando máscara e higienize as mãos constantemente. Evite aglomeração e conversas desnecessárias

*Recomende que os motoristas separem peças de roupas limpas para cada dia da viagem. Disponibilize sacolas plásticas para acondicionamento das roupas sujas. Elas devem ser lavadas o mais brevemente possível. 

*Quando for fazer a entrega deixe o pedido conforme solicitado pelo seu cliente. É importante verificar as mensagens de orientação das plataformas de app como “por favor, deixe o pedido na porta” ou “toque o interfone e deixe na portaria”.

*Faça o rastreamento da mercadoria após a saída do Centro de Distribuição ou ponto de coleta até a entrega final

*Recomenda-se a procura de plataformas digitais especializados de contratação de fretes e motoristas. 

*Utilize suas redes sociais e comunique aos seus clientes dados importantes sobre os procedimentos operacionais de abertura e/ou continuidade do seu negócio. Se for o caso, data de abertura, horários de funcionamento, formas de atendimento e outras orientações importantes.

*Prepare sua empresa e disponibilize, caso possa, horários específicos para atendimento a pessoas de grupos de risco e outras dificuldades. O tratamento é dispensado às pessoas com mais de 60 anos, com diabetes, hipertensão, doenças autoimunes, doenças respiratórias como asma, bronquite, pneumonia, dentre outras. 

*Caso necessário, restrinja o número de pessoas dentro da recepção da empresa e nos locais de armazenamento de cargas e mercadorias de forma que as distâncias recomendadas sejam mantidas e o mínimo contato aconteça. 

*Uma dica importante: faça vídeos/áudio para divulgação nos canais de comunicação da empresa. Incentive seus colaboradores e motoristas a participarem gravando mensagens. Nas gravações, converse sobre informações importantes, humanize o discurso, apresente sua vontade em atender os clientes, demostrando vantagens na contratação da empresa com o transporte seguro das mercadorias.