Sustentabilidade

Evento Encadear virá referência na compensação ambiental

Sebrae recebe certificado do Programa Brasil Mata Viva, que comprova que possíveis emissão de gases de efeito estufa foram recuperadas por meio de Crédito de Floresta

O Sebrae recebeu, nessa semana, a certificação do Programa Mata Viva, relativa à compensação de impactos ambientais pela emissão de gases de efeito estufa, durante a realização do Encadear 2018 – Fórum de Encadeamento Produtivo, que aconteceu nos dias 25 e 26 de setembro, em São Paulo. A compensação, por meio de crédito de floresta, correspondente a 12 toneladas de CO2 e foi feita por meio da empresa matogrossense Forest Friend, que atua no ramo em parceria com a instituição.

O reconhecimento foi resultado de ação realizada com a participação das áreas de Inovação, de Administração e Suprimentos, de Competitividade e de Assessoria Institucional. A atuação do Sistema Sebrae em sustentabilidade vai além dos pequenos negócios e é aplicada também como estratégia de atuação interna da instituição.

Segundo a analista Renata Taques, do Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), de Cuiabá, durante qualquer evento, sempre acontece a emissão de gases de efeito estufa, entre outros fatores que podem gerar danos ambientais. “No Encadear, tivemos consumo de energia, uso de veículos para deslocamentos e resíduos gerados, que causaram as emissões”, afirma. Segundo ela, depois de calcular o que foi emitido, a Forest Friend fez a compensação pelo Sebrae. “É uma forma de minimizar impactos ao meio ambiente”, explica.

A compensação feita pela Forest Friend, que é uma empresa voltada para a emissão de créditos, aconteceu de forma gratuita, já que existe uma parceria com o Sebrae. “O Certificado de Aposentadoria entregue ao Sebrae é uma comprovação de que os créditos foram repassados”, explica a analista. O Programa Mata Viva é formado por um conjunto de empresas voltadas para a área ambiental.

O Crédito de Floresta é originário da atividade de conservação de florestas nativas de natureza econômica, classificada como atividade rural que gera benefícios ambientais de estocagem e sumidouro de carbono. A compensação feita pelo Sebrae é de áreas dentro do Projeto Arinos Mata Viva, de Mato Grosso.