Saudável

Empreendedora aposta em nicho de mercado e conquista prêmio nacional

Trabalho à frente de fábrica de salgados integrais rende à empresária do Distrito Federal o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios

Jordana de Castro Saldanha Repezza, proprietária da Salgadart (DF)Brasília - Ex-atleta da seleção brasileira de Kung Fu, Jordana de Castro Saldanha Repezza sempre prezou por uma dieta equilibrada e sem comidas gordurosas. Por isso, não foi surpresa quando ela sugeriu à mãe, que vendia salgados caseiros de massa branca em Brasília (DF), que fabricasse também produtos saudáveis. Depois de uma receita bem-sucedida com farinha integral em 2010, as duas resolveram investir nesse nicho.

“Fizemos um estudo de mercado e identificamos que não existia nada assim ainda. Sabíamos que teríamos que quebrar paradigmas, mas tinha certeza de que iria emplacar”, recorda Jordana. Juntas, mãe e filha investiram R$ 200 mil na compra de maquinário e deixaram para trás a produção caseira. Até então, as vendas no atacado somavam nove clientes fixos de salgados tradicionais. Com a construção da fábrica e a marca Salgadart, incorporaram 18 tipos de salgados integrais ao cardápio e, em seis meses, já contabilizavam 50 clientes. Em 2012, já não produziam mais a linha branca.

De 2012 para 2013, a empresária compreendeu que a tendência de alimentação saudável tinha chegado para ficar. “Nessa época, percebemos que nossos produtos poderiam ser prescritos para dietas e passamos a investir no varejo também. Como somos pioneiros e sabíamos que a concorrência surgiria, sempre tentamos estar um passo à frente”. A Salgadart precisou se adaptar às tendências de mercado para continuar crescendo e lançou ainda linhas vegana, sem lactose e infantil.    

Vencedora da edição 2014 do Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas, promovido pelo Sebrae, a empresa buscou a excelência de gestão e hoje tem todos os processos bem estabelecidos. Agora, o sonho de Jordana é exportar: “temos um projeto que já está em andamento, estamos escolhendo o país. Também pretendemos abrir franquias pelo Brasil”.   

Com a expansão do negócio, que conta atualmente com 200 clientes, Jordana precisou largar o emprego como jornalista de TV e se dedicar exclusivamente à fábrica. Ela também divide seu tempo com a jornada doméstica, cuidando dos seus dois filhos. A empresária recebeu nesta quinta-feira (3) o troféu Ouro na categoria Pequenos Negócios do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios.  

Além de Jordana, duas empresárias foram destaque na mesma categoria. Gladys Mariotto Rodrigues, do Paraná, criou a metodologia Já Entendi, que utiliza ferramentas para acelerar o aprendizado, e conquistou o segundo lugar. Já Gilsan Pessoa Santos levou o troféu Prata pelo trabalho desenvolvido à frente da Escola Kennedy, na Bahia.

Mais informações:
Assessoria de Imprensa Sebrae
(61) 3243-7851
(61) 3243-7852
(61) 2104-2770
imprensa@sebrae.com.br 

 

Tags: Alimentação fora do lar, Mulher de Negócios, Mulheres, Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, alimentação, alimentação saudável